Nutrição desportiva

L-Carnitina, CLA e Creatina

Nutrição desportiva

A nutrição desportiva deve ser tida em conta, não só antes das competições, como antes das sessões de treino, pois vai influenciar decisivamente o desempenho do atleta. Neste contexto, a ingestão de líquidos e dos nutrientes mais adequados assume particular importância.

Além disso, a nutrição desportiva inclui, muitas vezes, uma alimentação alternativa, que visa aumentar a performance dos atletas. Os suplementos nutricionais, como a L-Carnitina, o CLA e a Creatina, podem fornecer, nestes casos, contributos importantes.

L Carnitine - Gold Nutrition - TopfarmaCreatina - Gold Nutrition - TopfarmaCLA - Gold Nutrition - Topfarma

L-Carnitina: o que é e o que faz?

A L-Carnitina é um nutriente que ajuda na transferência de gordura corporal, transportando-a para as mitocôndrias. Mitocôndrias são componentes físicos existentes nas células e que têm como função queimar a gordura corporal. Quando a gordura é transportada para a mitocôndria, é convertida em energia para o corpo.

A L-Carnitina fomenta assim a perda saudável e permanente de peso, quando combinada com um programa de exercício físico e uma dieta rígida. O corpo humano produz L-Carnitina de forma natural, nomeadamente, a partir das vitaminas C, B3 e B6 e do ferro.

Como não é produzida em grandes quantidades, é recomendada a sua ingestão de suplementos alimentares ricos neste nutriente. Sem contra-indicações, a L-Carnitina deve ser tomada em doses de 500 a 2.000 miligramas por dia, de manhã ou antes dos treinos.

Embora seja utilizada para melhorar o nível intelectual e fortaleça o sistema imunológico, a L-Cartinina serve para melhorar o condicionamento físico do indivíduo e ajudar a emagrecer, uma vez que facilita o consumo da gordura acumulada durante a prática de exercícios físicos.

O CLA – Ácido Linoleico Conjugado

O CLA – Ácido Linoleico Conjugado – é um ácido gordo, que se encontra na carne, nos lacticínios e em algumas plantas. O CLA reduz a capacidade das células gordas captarem os ácidos gordos do sangue.

Além disso, aumenta a utilização da gordura ao nível da mitocôndria das células musculares, podendo mitigar a degradação do músculo. Ou seja, a gordura é queimada mais rapidamente porque o seu armazenamento diminui e o músculo é preservado.

Quando se seguem dietas para perder peso, é essencial preservar a massa muscular. O CLA tem resultados mais optimizados quando conjugado com exercício físico. Além da sua acção na composição corporal, o CLA estimula o crescimento e o sistema imunitário, controla os níveis de colesterol no sangue e previne doenças cardiovasculares.

O CLA deve ser tomado em doses de 2.000 a 4.000 miligramas por dia, preferencialmente às refeições. Na escolha de um suplemento de CLA de qualidade, é importante verificar a quantidade total de CLA por cápsula e a percentagem de isómeros activos.

Creatina: para que serve?

A Creatina é um aminoácido e provém da alimentação, através da carne e outros produtos animais. Serve para a produção de fosfocreatina, um factor essencial na formação de ATP (Adenosina Trifosfato), fonte de energia para a contracção muscular, entre outras funções.

No corpo humano, a Creatina é transformada numa molécula de nome Fosfocreatina, que actua como reservatório de armazenamento para a energia rápida. Em termos de performance desportiva, a Creatina pode, de acordo com estudos científicos, melhorar o desempenho dos atletas em actividades que requeiram explosões rápidas de energia, como os sprints, ajudando-os ainda a recuperar dessas mesmas explosões.

Mais especificamente, a Creatina é especialmente adequada para os culturistas, pois ajuda ao aumento da massa muscular, em vez da resistência muscular, sendo por isso menos apropriada para desportos de resistência.

Saiba mais em http://www.topfarma.com.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *