Arquivo da Categoria: Proteínas

O que são os superalimentos?

Super foods

É um termo utilizado para descrever alguns alimentos encontrados na natureza, de alto teor em fitonutrientes com elevados benefícios para a saúde.

Embora só mais recentemente a ciência tem vindo a comprovar as potencialidades dos superalimentos, a verdade é que a maioria deles são consumidos há milhares de anos por outras civilizações.

Os superalimentos são geralmente naturais, inteiros e contêm altos teores de vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos gordos essenciais ou antioxidantes, etc…

Conheça aqui gama completa de superalimentos na Topfarma Online.

Destacamos 6 superalimentos:

 

1 Sementes CânhamoSementes de Cânhamo

As sementes de cânhamo são uma boa fonte de antioxidantes, fibra, proteínas de origem vegetal, ácidos gordos essenciais insaturados e de um conjunto de vitaminas e minerais sendo, por isso, um excelente complemento à dieta diária.

As sementes de cânhamo são uma das maiores fontes vegetais dos ácidos gordos essenciais ómega 3, 6 e 9, um conjunto de ácidos gordos essenciais com um papel importante na manutenção da saúde cardiovascular, cerebral e da visão, bem como na regulação da resposta inflamatória.

As sementes de cânhamo são também uma boa fonte de proteínas sendo facilmente digeríveis e assimiladas belo organismo humano e uma boa fonte de aminoácidos essenciais.

As sementes de cânhamo são ricas em fibras dietéticas. As fibras ajudam a manter o sistema digestivo saudável e facilitam o trânsito intestinal. A fibra dietética encontrada no cânhamo é composta primariamente por fibras insolúveis.

Contêm também antioxidantes e minerais, especialmente magnésio, ferro, cálcio e sódio e, em menores quantidades têm fósforo, zinco, cobre e manganésio.

As sementes de cânhamo são um alimento perfeitamente equilibrado para todos, em particular vegans, desportistas e pessoas com um estilo de vida ativo.

 

2 Proteína CânhamoProteína de Cânhamo

A proteína de cânhamo,obtida a partir das sementes de cânhamo, é uma das principais fontes de proteína de origem vegetal.Além de ser uma excelente fonte de aminoácidos essenciais, a proteína de cânhamo é considerada como sendo um suplemento proteico de elevada qualidade que pode ser utilizado para aumentar o aporte proteico de vegetarianos e não vegetarianos.

As sementes de cânhamo utilizadas para produzir a proteína de cânhamo são compostas por aproximadamente 45% de óleo, 35% de proteína e 10% de hidratos de carbono.

O cânhamo pode ser considerado uma fonte proteica de eleição graças ao facto de ser facilmente digerida pelo organismo.

 

3 MoringaMoringa

Nativa da Índia, a moringa tem vindo a ser utilizada, um pouco por todo o mundo, para combater a malnutrição. O seu conteúdo em vitaminas, minerais e aminoácidos faz com que seja considerada uma das plantas mais completas a nível nutricional, em todo o mundo.

A moringa é rica em cálcio, ferro, magnésio, potássio, proteínas e em vitamina A e C como tal, acredita-se que para além de contribuir para o normal funcionamento do sistema imunitário e para a manutenção de uma visão, pele e mucosasnormais, a moringa também pode contribuir para o normal funcionamento do sistema imunitário, para uma redução da fadiga e do cansaço e para o normal funcionamento do sistema nervoso.

 

4 SpirulinaSpirulina

A spirulina é uma microalga consumida há milhares de anos pelos povos astecas e maias, bem como pelos nativos de países africanos e asiáticos onde é reconhecida como fonte de nutrientes e de cura medicinal.

Contrariamente às plantas terrestres, a spirulina não tem uma dura parede celular de celulose, sendo assim facilmente digerida.

É predominantemente composta por proteínas – entre 60 e 70% – e contém todos os aminoácidos essenciais (aqueles que o corpo humano não consegue produzir e que por isso devem ser obtidos através da alimentação), que são vitais para o crescimento e reparação dos tecidos.

Além de conter elevados níveis de minerais como o ferro, o zinco, o selénio, o potássio e o cálcio, a spirulina é rica em vitaminas B1, B2, B3, B6 e B9, em vitamina D e em pró-vitamina A (Betacaroteno).

Esta alga também contém antioxidantes naturais, como a vitamina C e a vitamina E, que contribuem para neutralização dos radicais livres, evitando, desta forma, os danos celulares, o envelhecimento prematuro e fortalecendo o sistema imunitário.

A cor verde azulada da spirulina é devida aos pigmentos de clorofila e ficocianina. Acredita-se que ambos podem contribuir para a desintoxicação do organismo por se ligarem a metais pesados e aos resíduos do metabolismo.

A spirulina é ainda uma fonte natural de iodo, elemento químico essencial para uma boa função da tiroide.

 

5 Clorela
Clorela

A clorela é um género de algas verdes unicelulares que cresce normalmente em água doce fresca. Acredita-se que pode servir como uma fonte de energia e de nutrientes devido à sua eficácia fotossintética. Além de conter uma grande quantidade de vitaminas, incluindo a pró vitamina A (betacaroteno) e as vitaminas B1, B2, B3, B6, B12, biotina, vitamina C e vitamina E, a clorela é também uma boa fonte de clorofila, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, iodo e zinco, o que poderá contribuir para um sistema imunitário saudável.

A clorela é também uma boa fonte de proteínas (57%), comparável aos produtos de origem animal, contendo os 8 aminoácidos essenciais. Os aminoácidos essenciais são aqueles que o nosso organismo não consegue produzir e que por isso deverão ser obtidos através da nossa alimentação.

A clorela é também uma importante fonte de ácidos gordos ómega-3, incluindo os ácidos linoleico e alfa-linoleico. Estes nutrientes, essenciais a uma boa saúde, estão muitas vezes ausentes nas dietas modernas que incluem alimentos processados.

Alguns dos nutrientes presentes na clorela atuam como antioxidantes contribuindo para a neutralizaçãodos radicais livres que podem ser responsáveis pelo envelhecimento prematuro e por danos nas células que podem resultar no desenvolvimento de determinadas patologias.

Acredita-se que a fibra dietética que está presente na parede celular da clorela tem a capacidade de ligar-se às toxinas, eliminando-as através do trato digestivo.

 

6 Farinha CocoFarinha de coco

A farinha de coco é obtida a partir da polpa de coco. Depois de seca e retirada a gordura, a polpa é moída e transformada num pó muito semelhante, em consistência, cor e textura, à farinha de trigo.

Nutricionalmente mais rica do que a farinha de trigo, a farinha de coco não tem glúten, tem um baixo índice de hidratos de carbono, é de fácil digestão, é uma excelente fonte de fibra e proteínas.

Uma vez que a farinha de coco contém açúcar naturalmente proveniente da carne do coco, as receitas preparadas com ela necessitam de menos açúcar.

Conheça aqui gama completa dos superalimentos na Topfarma Online.

Caseína, Já ouviu falar?

Se é atleta possivelmente já ouviu falar de caseína, mas sabe em que circunstâncias a caseína pode e deve ser utilizada? Abaixo encontrará as respostas às questões mais habituais sobre o tema.

 

1 O que é

O que é caseína? É uma proteína predominantemente encontrada no leite (acredita-se que cerca de 80% da proteína do leite seja caseína), de digestão lenta e com um papel muito importante na prevenção do catabolismo (ou seja, previne a perda de massa muscular).

 

2 Quando deve

Quando deve ser tomada? Deve ser tomada após um treino intenso onde a probabilidade de perda de massa muscular é maior ou se vai passar longas horas sem comer. Por ser uma proteína de digestão lenta a sua toma é sobretudo recomendada antes de dormir, uma vez que passará por um longo período de horas sem ingerir qualquer alimento. A toma da caseína antes de dormir poderá garantir a libertação contínua de aminoácidos no seu organismo, mantendo a massa muscular intacta.

 

3 Quais os seus

Quais os seus principais efeitos? Pelas suas características a caseína parece produzir bons efeitos para a recuperação, crescimento e manutenção (no pós-treino) da massa muscular e ganhos de força. A toma de Caseína no pós-treino não é apenas indicada para o aumento de massa muscular. Para quem deseja controlar o peso a caseína também poderá ser uma boa opção. Por ser de digestão lenta aumenta a sensação de saciedade, contribuindo para controlar o apetite.

A caseína é uma proteína de absorção lenta, com um papel importante na prevenção do catabolismo. Pode ser ingerida após um treino intenso ou antes de ir dormir, sendo adequada para atletas e para quem deseja controlar o peso.

Filipa Teixeira (Terapeuta Bioforma)

 

Glutamina e os seus benefícios

Glutamina
Benefícios da Glutamina
Se pratica atividade física, este tema é de interesse para si! Hoje ficará a conhecer principais benefícios deste importante aminoácido e tirará a dúvida sobre se deve ou não fazer suplementação de glutamina!

A glutamina é um aminoácido essencial e estima-se que 60% de todos os aminoácidos livres no corpo estejam na forma de glutamina. No tecido muscular, a glutamina é o aminoácido que encontramos em maior abundância e que apresenta diversas funções reguladoras no organismo. Seguem abaixo as principais ações da glutamina no nosso organismo.

 

1 Sistema
Sistema Imunitário: treinos regulares e intensos facilmente conduzem a um maior desgaste físico e a um consequente enfraquecimento do seu sistema imunitário. Esta é uma boa razão para optar por um suplemento de glutamina. Acredita-se que a glutamina é uma fonte de energia para as células do sistema imunitário, capaz de aumentar a produção de linfócitos (células de defesa) e também aumentar a capacidade dos neutrófilos de destruírem as bactérias.

 

2 Acido
Ácido Lático: a atividade física intensa resulta na produção de ácido lático que se não for desativado concentra-se no sangue e nos músculos, conduzindo à fadiga e a dores musculares. Estudos levam a crer o consumo de Glutamina parece contribuir para um aumento da concentração da hormona do crescimento e do bicarbonato. Este último é fundamental para eliminar o excesso de ácidos do organismo, evitando as dores e a fadiga muscular.

 

3 Acao
Ação Anticatabólica: Entende-se por catabolismo a perda de massa muscular, resultado de treinos intensos sem devida suplementação. Acredita-se que a glutamina permite uma recuperação eficaz no pós-treino e um aumento da massa muscular, isto porque, parece propiciar o aumento do volume da célula muscular. O consumo de glutamina é essencial pois, durante o esforço físico, os seus níveis baixam significativamente.

 

4 Hormona
Hormona do Crescimento: Alguns estudos indicam que a glutamina é um dos aminoácidos que provoca maior libertação da hormona do crescimento, daí ser indispensável em programas de ganho de massa muscular.

 

5 Funcao
Função Cerebral: O consumo de Glutamina parece contribuir para melhorar a capacidade mental, já que no cérebro é convertida em ácido glutâmico, um elemento fundamental para a função cerebral.

 

6 AcumulaAcumulação de Glicogénio Muscular: A Glutamina pode contribuir para o aumento significativo da acumulação de glicogénio no músculo, durante as primeiras duas horas da recuperação, o que a torna excelente no pós-treino.

 

Bibliografia:
1-Rudman D, et al. Effects of human growth hormone in men over 60 years old. NEJM. 1990; Vol 323: 1.
2-T.C. Welbourne, “ Increased Plasma Bicarbonate and Growth Hormone After an Ora L-Glutamine Load, “ Am. J. Cli. Nutr. 61.5 (1995).
3- Furukawa S, Saito H, Fukatsu K, et al. “ Glutamine enhanced bacterial killing by neutrophils”. Nutrition 1997; 13: 863-869.

Filipa Teixeira (Terapeuta Bioforma)

Colesterol. As 7 coisas que você precisa saber!

Colesterol

Apesar de ser vital para a sua saúde, demasiado colesterol pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares. Em seguida, referimos os sete aspetos que você deve dar atenção quando o assunto
é colesterol:

1 O Colesterol não...
1º O Colesterol não é todo mau

O Colesterol é uma substância vital para a sua saúde pois auxilia a produção de várias hormonas, sais biliares e vitamina D. Todavia, torna-se um problema quando em excesso, uma vez que aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares.

 

2 Existem dois
2º Existem dois tipos de Colesterol
Existem dois tipos de colesterol: o LDL ou também chamado “mau colesterol”, isto porque em demasia pode depositar-se nas suas artérias bloqueando a passagem do sangue,(o que pode causar enfarte ou acidente vascular cerebral); e o “bom colesterol” ou HDL, que é responsável por transportar os depósitos de gordura do interior das artérias para o fígado, onde podem ser removidos da circulação.

3 A sua dieta alimentar
3º A sua dieta alimentar pode equilibrar os níveis de Colesterol

Um dieta alimentar adequada é pobre em gorduras saturadas (por exemplo: margarina, carnes vermelhas, etc.), mas rica em variedades de fruta e vegetais. É aconselhado optar por refeições e lanches sobretudo integrais (por exemplo: pão e cereais integrais); devendo também incluir na sua dieta leguminosas (entre as quais: lentilhas, feijão; ervilhas) e ainda, alimentos bons para o coração (por exemplo: peixe rico em ómega 3; aveia, nozes e proteína de soja).

4 Níveis elevados
4º Níveis elevados de Colesterol podem ser herdados

Você pode até mesmo ter o peso ideal, uma dieta e estilo de vida saudáveis, mas ainda assim ter níveis elevados de colesterol, possível consequência de fatores genéticos. Assim, esteja atento caso os seus pais ou irmãos tenham colesterol elevado ou até mesmo tenham sofrido um ataque cardíaco ou um AVC. Se tiver idade superior a 40 anos deve estar alerta, fazendo exames regulares.

5 O peso precisa ser vigiado

5º O peso precisa ser vigiado
Ter peso a mais pode não aumentar os níveis de colesterol total, mas pode diminuir o bom colesterol. Isso implica que o mau colesterol em excesso poderá não ser removido, eventualmente prejudicando o revestimento dos vasos sanguíneos.

6 Esteróis vegetais

6º Esteróis vegetais podem ser benéficos
Os esteróis vegetais (por exemplo: provenientes do grão de soja, sementes de sésamo, amêndoas etc.) são uma boa opção para baixar o colesterol, pois parecem bloquear parte da absorção de colesterol no intestino, resultando em que menos seja absorvido pela corrente sanguínea.

7 Como baixar

7º Como baixar o Colesterol com Suplementos Naturais
O arroz vermelho fermentado é uma substância extraída do arroz fermentado pela levedura vermelha “Monascuspurpureus”. Tradicionalmente utilizado na medicina tradicional Chinesa e em outros países Asiáticos, o arroz vermelho fermentado parece conter algumas substâncias que contribuem para um melhor controlo dos níveis de colesterol no sangue, como é o caso da monacolina K.

Filipa Teixeira (Terapeuta Bioforma)

Proteínas antes ou depois do treino?

Nutrição desportiva FAST

Fast Recovery - Gold NutritionSe manter uma alimentação cuidada e saudável é importante para a boa forma física, conhecer bem os suplementos é fundamental para complementar a dieta e melhorar a performance.

Neste sentido, é essencial saber quais as proteínas a ingerir antes e depois do treino.

Esse conhecimento é vital para poder tirar o máximo partido dos suplementos.

Antes do treino

1. Alimentação

Uma alimentação correcta antes do treino vai permitir que aumente a carga de exercícios ou o número de séries. Os suplementos devem ser tomados entre 15 e 45 minutos antes do treino.

Caso o treino seja depois do almoço ou do jantar, é importante fazer um intervalo de 1 a 2 horas antes de dar início aos exercícios. Na refeição anterior, devem ser incluídos carbohidratos, para evitar que o corpo utilize a proteína muscular como fonte de energia.

2. Suplementos

Ingerir suplementos multivitamínicos e BCAAs é importante para o bom funcionamento do organismo. Estes suplementos ajudam na digestão dos alimentos, fornecem energia aos músculos e são um precioso auxílio para a recuperação muscular. Os BCAAs, por seu turno, melhoram consideravelmente as respostas fisiológicas e psicológicas aos exercícios.

Fast Recovery, da Goldnutrition, é um dos suplementos ideais para tomar antes do treino. Bebida completa de recuperação, com hidratos de carbono, proteína de absorção rápida e enriquecido com BCAAs, L-Glutamina e antioxidantes, Fast Recovery deve ser tomado 30 a 45 minutos antes do treino, à razão de uma dose, isto é, duas medidas.

Depois do treino

1. Alimentação

Para recuperar do esforço físico, é imprescindível ingerir fontes de proteínas e de glicogénio. Aconselha-se uma refeição rápida imediatamente após o treino, que deve ser de fácil digestão, preferencialmente um líquido. O objectivo é repor as reservas de glicogénio, inibir a destruição de proteínas e aumentar a síntese proteica.

2. Suplementos

Para que os músculos se possam destacar, é fundamental a ingestão de muita água. Fast Recovery, da Goldnutrition, é ideal para a recuperação do treino. Deve tomar-se uma dose (2 medidas) imediatamente após o treino ou competição.

Saiba mais sobre proteínas antes e depois do treino em http://www.topfarma.com.pt

Musculação Intensiva

Animal Pak, da Universal Nutrition

Musculação intensiva: positivo ou negativo?

Há três mitos em relação ao fitness e à musculação intensiva que importa desmontar. Muitos são os seguidores destas duas premissas, que podem ser prejudiciais para a saúde dos praticantes de musculação.

animal pak1. Quanto mais, melhor

O primeiro mito vai acabar por levar ao excesso de treino. Melhorar a condição física ou perder peso não se consegue de um dia para o outro, por isso é importante reter estas noções e não abusar.

2. Não sinto dores no dia seguinte. Não treinei com a intensidade certa.

Este é outro dos mitos extremamente disseminado entre os praticantes de musculação intensiva.

Muitos são os que recorrem a esta premissa para saber se estão ou não a treinar correctamente.

Quem ficar dorido todos os dias a seguir aos treinos está certamente a exagerar na quantidade de exercícios. As dores após os treinos devem ser entendidas como normais se o praticante as sentir quando dá início ou quando altera um plano de treino, mas não quando acontecem regularmente.

3. Basta treinar para melhorar a condição física

Não há receitas científicas acerca da musculação intensiva ou da musculação em excesso. Deve imperar, sobretudo, a regra do bom senso.

No entanto, alguns suplementos, como Animal Pak podem ajudar a obter os resultados desejados. Animal Pak é um suplemento multivitamínico e multimineral criado para garantir que o corpo do atleta recebe todos os micronutrientes de que necessita para se desenvolver.

Concebido para pessoas que treinam intensamente, Animal Pak ajuda a corrigir as deficiências de nutrientes existentes numa dieta desequilibrada.

Quem adopta treinos pesados, no âmbito de um programa de musculação intensiva, deve ter em conta que as suas necessidades diárias não são comparáveis às de uma pessoa comum.

Saiba mais sobre musculação intensiva e Animal Pak em http://www.topfarma.com.pt

 

Prevenção de cãibras e fadiga muscular

L-Carnitina Goldnutrition

Cãibras: o que são e porque surgem?

As cãibras – contracções involuntárias e muito dolorosas de um ou mais músculos esqueléticos – estão associadas à fadiga muscular e surgem quando menos se espera, durante ou após o exercício físico ou até mesmo durante o sono.

Embora não se conheçam na totalidade as suas causas, há alguns factores que se sabem estar na origem das cãibras:

– Metabólitos tóxicos produzidos no organismo
– Perda de sais minerais
– Desidratação
– Esforço muscular excessivo
– Falta de alongamentos
– Doenças metabólicas
– Alguns medicamentos

As cãibras musculares associadas ao exercício incomodam sobretudo atletas de «endurance», sobretudo quando o exercício é realizado com intensidade e duração superiores aos treinos de rotina. Parece então relativamente consensual que as cãibras estão associadas à fadiga muscular.

l-carnitine Como prevenir as cãibras e a fadiga muscular?

Especialmente indicada para a prevenção de cãibras e fadiga muscular, assim como para melhorar a recuperação, L-Carnitina Goldnutrition tem como principal função promover a utilização dos ácidos gordos livres no plasma, para obtenção de energia. Ao aumentar a utilização dos ácidos gordos, permite poupar o glicogénio muscular.

A prevenção das cãibras é particularmente importante, uma vez que estas aumentam as probabilidades de aparecimento de lesões musculares. Há várias medidas a tomar para a prevenção de cãibras e fadiga muscular:

– Hidratação, antes durante e depois da actividade física
Alimentação equilibrada, rica em frutas, hortaliças e legumes
– Consumir bastantes carbohidratos
– Repor o sódio durante a transpiração e entre as séries de treino
– Incluir na alimentação, fontes de cálcio, magnésio e potássio

A L-Carnitina ajuda os atletas a recuperar após exercício de alta intensidade, como o ciclismo ou a musculação. A L-Carnitina diminui a produção de radicais livres e diminui as dores musculares durante a recuperação.

Tomar L-Carnitina, da Goldnutrition, é essencial para a prevenção das cãibras e da fadiga muscular.

Saiba mais sobre prevenção de cãibras e fadiga muscular em http://www.topfarma.com.pt

Maior recuperação após treino intenso

Total Whey Morango Goldnutrition

A recuperação física após cargas intensas de treino vai depender directamente da intensidade e volume dessas cargas e da saúde, condição física e idade do atleta. Quanto mais intenso for o treino, maior será o tempo que os tecidos vão demorar a recuperar.

Métodos para proporcionar maior recuperação

Antes de mais, é necessário que o atleta leve um estilo de vida tão saudável quanto possível: boas noites de sono, alimentação equilibrada, evitar bebidas alcoólicas e pouco stress.

totalwhey - goldnutrition1. Total Whey Morango, da Goldnutrition – é um excelente método para proporcionar uma maior recuperação após um treino intenso. As suas características fazem com que Total Whey seja extremamente eficaz na prevenção da fadiga e da manutenção do tecido muscular, evitando a sua degradação pós-treino e promovendo um aumento único da força e da definição muscular.

Com uma elevada concentração em BCAAs, superior a qualquer outro tipo de proteínas e muito semelhante ao perfil de aminoácidos presentes no músculo humano, Total Whey Morango proporciona uma digestão mais rápida, permitindo uma eficaz síntese proteica a nível muscular.

2. Crioterapia de imersão – sessões de 12 a 15 minutos em banheira de gelo, com temperaturas a rondar os 10 a 12 graus centígrados, realizadas até 30 minutos após o treino.

3. Alimentos ricos em carbohidratos – a ingestão de 1,5 gramas de carbohidratos por quilograma do peso corporal, nas primeiras duas horas depois do exercício, associada a uma proporção de um grama de proteína para cada 4 gramas de carbohidrato promovem a restauração plena das reservas de glicogénio muscular.

4. Métodos do auto-massagem – quando realizada correctamente, a massagem aumenta o fluxo sanguíneo e linfático da musculatura, permitindo a retirada de metabólitos produzidos durante o exercício.

Saiba mais sobre maior recuperação após treino intenso em http://www.topfarma.com.pt

Fortalecimento do sistema imunitário

Total Whey Morango Goldnutrition

Corpo forte e protegido

Quando o corpo humano está bem nutrido, o sistema imunitário fica mais forte e eficaz contra potenciais ameaças, como vírus, bactérias e infecções.

As vitaminas e minerais que fortalecem o nosso sistema imunitário, e estão presentes, em larga escala, nas frutas, grãos e hortaliças. Desta lista de fortificadores do sistema imunitário, fazem parte as vitaminas A, C, E e o ácido fólico, bem como os minerais zinco e selénio.

As principais características destes nutrientes são:

Vitamina A – é essencial na manutenção da integridade das membranas mucosas. Encontra-se maioritariamente na cenoura, abóbora, batata-doce, brócolos e melão.

Vitamina C – vitamina antioxidante que estimula o combate às infecções. Aumenta a produção de células de defesa, com efeito directo sobre bactérias e vírus, elevando a resistência a infecções. As melhores fontes de Vitamina C são o limão, a laranja, o kiwi, o tomate e os vegetais.

Vitamina E – interage com as vitaminas A e C e funciona como antioxidante. Protege as membranas celulares contra substâncias tóxicas. O germe de trigo, o óleo de soja, arroz, milho, amêndoas, nozes e legumes são as maiores fontes de vitamina E.

Ácido fólico – vitamina essencial para a formação de leucócitos (glóbulos brancos) na medula óssea. Os alimentos mais ricos em ácido fólico são o fígado, o feijão, os brócolos, as couves e os espinafres.

Zinco – mineral que se encontra na carne, no peixe, nas aves e no leite e actua na reparação dos tecidos e na cicatrização.

Selénio – com grandes capacidades antioxidantes, o selénio retarda o processo de envelhecimento do corpo e previne contra diversas formas de cancro.

totalwhey - suplementosTotal Whey Morango ajuda a fortalecer sistema imunitário

Total Whey Morango, da Goldnutrition, é um auxiliar precioso no fortalecimento do sistema imunitário.

Com uma elevada concentração em BCAAs, superior a qualquer outro tipo de proteínas e muito semelhante ao perfil de aminoácidos do músculo humanos, Total Whey Morango tem um delicioso sabor a morango e possibilita uma digestão mais rápida, permitindo uma síntese proteica eficaz a nível muscular.

A sua potente função imuno-estimulante e antioxidante faz com que Total Whey Morango seja extremamente eficaz na prevenção da fadiga e na manutenção do tecido muscular, evitando a sua degradação pós-treino e promovendo um acréscimo único da força e da definição muscular.

Saiba mais sobre fortalecimento do sistema imunitário em http://www.topfarma.com.pt

Vantagens das Proteínas antes de dormir

Nutrição desportiva FAST

Não se deve comer antes de dormir: mito ou realidade?

Quando dormimos, o corpo é forçado a utilizar as proteínas existentes nos músculos como combustível, pois não há ingestão de calorias. Quanto menos se comer antes de dormir, mais proteínas serão consumidas.

É portanto um mito dizer que não se deve comer antes de dormir e deve fazer-se precisamente o contrário.

Vantagens da ingestão de proteínas antes de dormir

Ingerir entre 20 e 40 gramas de proteínas de digestão demorada antes de dormir pode ser o suficiente. No entanto, para quem estiver a tentar ganhar massa muscular, é importante ingerir também 20 a 40 gramas de carbohidrato de longa digestão, que existe, por exemplo, na batata-doce ou no pão integral.

FAST Recovery

fast recovery - pós treinoTomar FAST Recovery antes de dormir é uma excelente opção para assegurar que os músculos têm os nutrientes de que necessitam. Bebida completa de recuperação, com hidratos de carbono, proteína de absorção rápida e enriquecida com BCAAs, L-Glutamina e antioxidantes, FAST Recovery repõe a energia (glicogénio) do corpo, graças aos açúcares de alto índice glicémico.

As proteínas de absorção rápida contidas em FAST Recovery são essenciais para a regeneração e sintetização da massa muscular e os seus aminoácidos de cadeia ramificada (BCAAs) e glutamina fortalecem o sistema imunitário e têm uma acção anabólica.

Por outro lado, os antioxidantes (vitaminas, minerais) são importantíssimos no combate à inflamação e o ginkgo biloba aumenta o afluxo de sangue ao músculo. FAST Recovery contém ainda electrólitos (sódio, potássio e cloro) e magnésio, que previnem cãibras e têm uma excelente função neuro-muscular.

Saiba mais sobre vantagens das proteínas antes de dormir e FAST Recovery em http://www.topfarma.com.pt