Arquivo da Categoria: creatina

A Creatina é um aminoácido e provém da alimentação, através da carne e outros produtos animais. Serve para a produção de fosfocreatina, um factor essencial na formação de ATP (Adenosina Trifosfato), fonte de energia para a contracção muscular, entre outras funções.

Creatina e a sua Importância na Prática Desportiva

Creatina

A Creatina é um aminoácido de ocorrência natural, produzido no nosso organismo, que se encontra essencialmente nos músculos e que parece ser armazenada sob a forma de fosfocreatina (66%), enquanto a restante é armazenada como creatina livre (33%). O nosso organismo utiliza diariamente cerca de 1 a 2% do total da creatina armazenada.
A suplementação com creatina pode ser um excelente coadjuvante quando o objetivo é:

1 Aumentar a EnergiaAumentar a Energia:

A creatina parece ser utilizada pelo tecido muscular para a produção de fosfocreatina, que funciona como um reservatório rápido de energia. Em exercícios de grande intensidade e curta duração, por exemplo o sprint, a fosfocreatina parece permitir a rápida regeneração da molécula de ATP (Trifosfato de Adenosina), necessária para que ocorra a transferência de energia para os músculos.

2 Aumentar a Massa MuscularAumentar a Massa Muscular:

Acredita-se que a creatina é responsável pelo aumento do teor de água nas células musculares, o que faz com que o músculo se desenvolva mais rápido durante os exercícios.

3 Acelerar a Recuperação MuscularAcelerar a Recuperação Muscular:

Alguns estudos sugerem que uma suplementação com monohidrato de creatina pode aumentar a creatina muscular, entre 10 a 40%, dependendo de vários fatores, nomeadamente da forma física do atleta. Os baixos níveis de creatina podem resultar em fadiga e desaparecimento da força muscular, daí que vários estudos indiquem que a creatina pode produzir melhorias significativas em modalidades que requerem níveis elevados de força.

 Filipa Teixeira (Terapeuta Bioforma)

 

 

Nutrição desportiva

L-Carnitina, CLA e Creatina

Nutrição desportiva

A nutrição desportiva deve ser tida em conta, não só antes das competições, como antes das sessões de treino, pois vai influenciar decisivamente o desempenho do atleta. Neste contexto, a ingestão de líquidos e dos nutrientes mais adequados assume particular importância.

Além disso, a nutrição desportiva inclui, muitas vezes, uma alimentação alternativa, que visa aumentar a performance dos atletas. Os suplementos nutricionais, como a L-Carnitina, o CLA e a Creatina, podem fornecer, nestes casos, contributos importantes.

L Carnitine - Gold Nutrition - TopfarmaCreatina - Gold Nutrition - TopfarmaCLA - Gold Nutrition - Topfarma

L-Carnitina: o que é e o que faz?

A L-Carnitina é um nutriente que ajuda na transferência de gordura corporal, transportando-a para as mitocôndrias. Mitocôndrias são componentes físicos existentes nas células e que têm como função queimar a gordura corporal. Quando a gordura é transportada para a mitocôndria, é convertida em energia para o corpo.

A L-Carnitina fomenta assim a perda saudável e permanente de peso, quando combinada com um programa de exercício físico e uma dieta rígida. O corpo humano produz L-Carnitina de forma natural, nomeadamente, a partir das vitaminas C, B3 e B6 e do ferro.

Como não é produzida em grandes quantidades, é recomendada a sua ingestão de suplementos alimentares ricos neste nutriente. Sem contra-indicações, a L-Carnitina deve ser tomada em doses de 500 a 2.000 miligramas por dia, de manhã ou antes dos treinos.

Embora seja utilizada para melhorar o nível intelectual e fortaleça o sistema imunológico, a L-Cartinina serve para melhorar o condicionamento físico do indivíduo e ajudar a emagrecer, uma vez que facilita o consumo da gordura acumulada durante a prática de exercícios físicos.

O CLA – Ácido Linoleico Conjugado

O CLA – Ácido Linoleico Conjugado – é um ácido gordo, que se encontra na carne, nos lacticínios e em algumas plantas. O CLA reduz a capacidade das células gordas captarem os ácidos gordos do sangue.

Além disso, aumenta a utilização da gordura ao nível da mitocôndria das células musculares, podendo mitigar a degradação do músculo. Ou seja, a gordura é queimada mais rapidamente porque o seu armazenamento diminui e o músculo é preservado.

Quando se seguem dietas para perder peso, é essencial preservar a massa muscular. O CLA tem resultados mais optimizados quando conjugado com exercício físico. Além da sua acção na composição corporal, o CLA estimula o crescimento e o sistema imunitário, controla os níveis de colesterol no sangue e previne doenças cardiovasculares.

O CLA deve ser tomado em doses de 2.000 a 4.000 miligramas por dia, preferencialmente às refeições. Na escolha de um suplemento de CLA de qualidade, é importante verificar a quantidade total de CLA por cápsula e a percentagem de isómeros activos.

Creatina: para que serve?

A Creatina é um aminoácido e provém da alimentação, através da carne e outros produtos animais. Serve para a produção de fosfocreatina, um factor essencial na formação de ATP (Adenosina Trifosfato), fonte de energia para a contracção muscular, entre outras funções.

No corpo humano, a Creatina é transformada numa molécula de nome Fosfocreatina, que actua como reservatório de armazenamento para a energia rápida. Em termos de performance desportiva, a Creatina pode, de acordo com estudos científicos, melhorar o desempenho dos atletas em actividades que requeiram explosões rápidas de energia, como os sprints, ajudando-os ainda a recuperar dessas mesmas explosões.

Mais especificamente, a Creatina é especialmente adequada para os culturistas, pois ajuda ao aumento da massa muscular, em vez da resistência muscular, sendo por isso menos apropriada para desportos de resistência.

Saiba mais em http://www.topfarma.com.pt

Creatina Gold Nutrition

Suplemento para exercícios intensos

O que é e para que serve?

Diversos estudos científicos internacionais têm revelado que tomar creatina no contexto de um programa de treino de força pode aumentar a massa muscular magra (aumento da secção das fibras I, IIA e IIB) e a resistência muscular, bem como a potência do sprint, prolongando ainda o tempo durante o qual a máxima potência muscular pode ser mantida.

Sendo um dos suplementos mais utilizados no mundo do desporto, a creatina é também uma das substâncias mais investigadas e não faz parte da lista de substâncias consideradas dopantes.

Lançada no mercado no início da década de 1990, pouco tempo depois dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, a creatina tornou-se rapidamente um dos suplementos nutricionais mais utilizados em todo o mundo.

Principais benefícios da creatina

Entre os principais benefícios da Creatina Gold Nutrition para os atletas, contam-se o aumento da energia e da performance em sprints sucessivos e recuperações mais rápidas entre os sprints. Cada frasco contém 60 comprimidos e cada comprimido contém 1.000 miligramas de monohidrato de creatina pura.

Para se obterem as melhores performances, recomenda-se que o atleta tome 3 comprimidos de Creatina Gold Nutrition por dia, durante oito semanas, sempre após o treino. É importante que não se exceda a dose recomendada.

O consumo da creatina deve estar associado a um determinado tipo de treinos e, antes de começar a tomar este suplemento, os músculos e as articulações devem estar adaptados aos esforços capazes de produzir hipertrofia.

Popular entre desportistas de várias modalidades

A creatina existe em todos os tecidos musculares do corpo humano. Na dieta, pode encontrar-se no peixe e na carne. Durante o exercício físico, uma parte da creatina existente no corpo é consumida, pelo que este suplemento é um dos mais procurados pelos praticantes de fitness e atletas.

A creatina está associada à melhoria do desempenho em exercício físico intenso e de curta duração, nomeadamente em actividades que implicam períodos curtos de elevada intensidade e de força e potência máximas.

Por isso, a creatina, no geral, e a Creatina Gold Nutrition, em particular, apresenta-se como especialmente útil em modalidades que envolvam esforços de curta duração, como desportos de ginásio, nomeadamente musculação – tanto halterofilismo, como culturismo.

No entanto, os profissionais de desportos como o rugby e o futebol começaram já a aderir a este suplemento.

creatine-topfarmacreatina - topfarmacreatina - topfarma

 

Conheça a nossa gama de produtos Creatina Gold Nutrition

Suplementos – O que são e o que fazem?

O termo suplementação consiste na concentração de nutrientes ingeridos além da ingestão habitual e das recomendações nutricionais, na tentativa de suprir as células quantitativamente.

Flavio Matta

Os suplementos surgiram com o objectivo de suprir as deficiências alimentares nas dietas dos atletas de alto nível, pois estas proporcionavam uma recuperação muscular mais rápida e um crescimento e fortalecimento muscular, permitindo assim treinos mais prolongados, intensos e consequentemente melhores resultados nas competições. Consequentemente, os suplementos tornaram-se vitais para os atletas, uma vez que facultam uma optimização dos seus resultados e performance.

Apesar dos resultados acima referidos, as razões principais da suplementação de micronutrientes (vitaminas e minerais) e macronutrientes (proteínas, hidratos de carbono…) são:

Optimização a função celular, em situações de ingestão inadequada; obtenção inadequada dos micronutrientes devido a dificuldades de absorção  aumento da necessidade destes nutrientes verificada, por exemplo, durante as fases de crescimento, gestação e lactação, e prática de actividade física de elevada intensidade e de longa duração.

Para obter efeitos farmacológicos a fim de corrigir funções celulares anormais como resultado do processo de uma doença. No entanto, com o passar dos anos, a sociedade viu-se arrastada para um ritmo de vida cada vez mais agitado, onde se demarcam o stress e o sedentarismo.

As pessoas deixaram de ter tempo para fazer refeições saudáveis/equilibradas e foram “obrigadas” a consumir produtos alimentares altamente processados e do género fast-food (extremamente nocivos para a saúde devido aos altos teores de gorduras saturadas, de colesterol e de açucares refinados que estes contêm e ausência de fibras, vitaminas e minerais verificada), deteriorando assim a saúde e o nível de vida de toda a população. Assim, o suplemento alimentar veio, de certo modo, remediar/combater este cenário, compensando as carências proteicas, vitamínicas, de minerais e hidratos de carbono, de forma saudável e equilibrada.

Hoje em dia, os suplementos recomendam-se a qualquer pessoa que esteja preocupada em manter uma alimentação saudável e equilibrada, e a todos os atletas de alto e baixo nível.

Esta é uma fonte de saúde, energia e vitalidade, que se tornou numa ferramenta preciosa na luta por uma dieta equilibrada e consequentemente um estilo de vida saudável.

Existe no mercado um vasto número de suplementos, para todo o tipo de necessidades:

• Redutores de peso e volume (lipotrópicos, termogénicos e controlados de apetite)
• Proteínas (aumento de massa magra e redução de massa gorda)
• Incrementadores de Peso e Volume muscular (creatina, misturas de hidratos de carbono com proteína)
• Vitaminas e Minerais
• Aminoácidos (unidade formadora das proteínas – responsável pela formação dos músculos)

No entanto, os suplementos não constituem uma pílula mágica e é aconselhável a estruturação de uma dieta sempre que se inicia a ingestão de suplementos. É verdade que é muito mais fácil obter os nutrientes necessários para a construção muscular nos suplementos, mas quando tomados correctamente e combinados com uma alimentação equilibrada, ter-se-á um estilo de vida muito mais saudável.

Conheça os nossos suplementos 

creatine-60-tabs_1BcAAl-carnitine-60-caps_12

Visite-nos em www.topfarma.com.pt